sexta-feira, 21 de agosto de 2015

eu estou indefinidamente deprimida,
indefinidamente
confusa, e irritada.

indefinidamente qualquer coisa...

angustia não é definível,
palpável,
simples, ou bonita.

angustia é só angustia,

ela chega, senta do lado direito do meu sofá,
e por lá fica, madrugada a dentro.

segura minha mão na cama a noite,
e me acorda as cinco,
barulhenta e cheirando a café amargo...


Um comentário:

  1. É exatamente como eu tenho me sentido... A angústia, do meu lado, apenas me observa enquanto vou enlouquecendo aos poucos.

    ResponderExcluir