sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

eu tenho livros 
e uma porção de poemas
sem terminar
que vão continuar 
inacabados.

como os pedaços de mim, 

sem pontos ou vírgulas,

me inacabando. (permita que eu me invente uma palavra, sim?)


eu tenho um silêncio que dorme

e acorda
em mim.

e não acaba também.



2 comentários: