terça-feira, 14 de julho de 2015

caos calmo

vamos dizer a verdade,
sim; vamos.
a verdade é que estou ligeiramente infeliz. 



de janeiro a julho,

nas segundas pela manhã
e sextas a tarde... pouco importa, calendário e hora. 


não há verso,

ou abraço.


os dedos a percorrer-me sozinhos os lençóis e a cama,

a janela escancarada,


e o sol...

vamos dizer a verdade,


a verdade  é que, tão pouco, essa infelicidade me interessa.


agosto virá,

setembro,
outubro,
novembro e dezembro...

e o que? o que?!

por deus, o que...


me viro de lado,
me contorce o peito,

vazio  a devorar vazios...


Nenhum comentário:

Postar um comentário