quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Nome próprio

O meu nome,
É tão meu,
É o meu nome próprio.
Cada letra do meu nome é tão minha...
o M, o I,o R,o T,o E,e o S.
Todas essas letras são tão minhas,assim,
como são minhas todas as outras letras
que constituem o resto do meu sobrenome.
E,ao mesmo tempo, o meu nome não é meu.
Pois cada letra é,por si só, uma infinidade de outros nomes,de outras possibilidades,
Que juntas podem formar o meu,ou o nome de outro,
E mesmo que formem o meu ,exatamente como ele é,
Ele ainda pode ser de outra ou de outro.
Pois cada vez que você repete o meu nome,
Ele deixa de ser meu e passa a ser seu.
Toda vez que você diz o meu nome,
[Durante o tempo que o leva para os seus lábios o pronunciar]
A tua voz,
Rouba a minha essência,
E o que antes era eu,
Passa a ser seu,a ser você.
Assim,como todas as vezes que repito o teu nome,
[Durante o tempo que leva para os meus lábios o pronunciar]
A minha voz rouba você,
Inteirinho pra mim,
E o que antes era teu,e tão teu,
Passa a ser meu,e só meu,
Pois o teu nome próprio,
É também o meu próprio nome,
E o meu próprio nome,
É o teu nome próprio.

Um comentário:

  1. Mais uma vez eu aqui..a casa dia vc melhora..ah tenho orgulho de vc rsrsrs..e mais uma vez..parabéns...

    ResponderExcluir