terça-feira, 23 de agosto de 2011

... Sim as pessoas seguem para o sul agora. Como sempre seguiram a procura de calor. Algumas viajam sozinhas e um pouco perdidas.  A maioria tem sede. De vida, amor, esperança, grana, e até mesmo, de dor.
Nenhuma delas tem muito tempo. Nenhuma delas faz a menor ideia do que seja o tempo. É tudo tão lento e urgente... Mas nada disso importa realmente. Se elas se tornarão revolucionárias, artistas... Se serão espetaculares ou medíocres... Algumas não passarão nem do primeiro inverno. Seja como for todas continuarão seguindo a procura de qualquer coisa, que se pareça com um sentido, uma razão... Talvez um pouco mais. Só um pouco mais... Todas as direções são tortas e curtas demais. Eu apenas sigo também.

3 comentários: