segunda-feira, 1 de outubro de 2012


são dias difíceis de escrever,
e ainda mais de sentir.

afundo a minha cabeça no travesseiro...

há um intervalo de consciência em mim...

há um intervalo de qualquer coisa,
no peito...

há o vazio, um buraco,
entre o peito,
eu,
e o coração...

são dias difíceis de escrever.


Nenhum comentário:

Postar um comentário