sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Deveria, eu, ter sido jardineira na vida,
só pra cultivar os silêncios
e o tempo
nas flores que
murcham
e botões que florescem.
Não tem poesia,
psicologia
ou filosofia
que me caibam as flores do quintal.
vida que me ultrapassa as linhas e os livros...
floresce e apenas floresce,
silenciosa
e
espinhosa
no jardim de mim...
benditas sejam as flores
que continuam flores,
mesmo depois de murchas.
quem dera ser jardim

2 comentários:

  1. Tu é flor, bela e que espanca a gente quando tu quer. Tu é muito inspiração, seu eu tivesse a qualidade de Degas, te pintaria nua em tuas pétalas e cor ...

    ResponderExcluir