quinta-feira, 5 de julho de 2012

    canta  o teu canto mais doce
porque 
   toda noite,   
 é de   céu  estrela,
e solidão,


cobre  mundo, 
a vida de azul, 
no canto
calado                 
por qualquer
amor cansado,


acalma
teu peito
e vai,


que é de
     se perder
estrada
vida
 e asfalto...

       canta o teu
  canto mais doce,
porque toda noite,
  é noite,
 de céu,
  estrela,
           
      a se perder
           de
               vista,
                           dá em
 solidão...
               
                   cata
           o teu coração
do chão,
e vai se
amorenar
no sol,

que é
de se perder
na
vista
 
estrada
vida
 e asfalto...
       

canta o teu
  canto mais doce,
porque toda noite,
  é noite,
 de céu,
  estrela,
           
      a se perder
           de
               vista,
                           dá em
 solidão...
               
                   cata
           o teu coração
do chão,
e vai se
amorenar
no sol,

que é
de se perder
na
vista


       canta o teu
  canto mais doce,
porque toda noite,
  é noite,
 de céu,
  estrela,
           
      a se perder
           de
               vista,
                           dá em
 solidão...
               
                   cata
           o teu coração
do chão,
e vai se
amorenar
no sol,


que é
de se perder
na
vista

cansada
estrada
céu
e
       solidão
  em
   vão...



 vai
se
 amor
           enar
de 
amar.

6 comentários:

  1. "cata o teu coração do chão,e vai se amorenar no sol" da onde tira essas coisas? lindo! *-*

    ResponderExcluir
  2. Vamo se amorenar
    Na cor do asfalto.

    Tudo lindo.

    ResponderExcluir
  3. Tô amando tu "morenice" nesses versos, cada criação faceira, dessa iluminada de sol e de estrelas.

    Saudações!

    ResponderExcluir
  4. Inexplicando a Loucura, o Amor e o Silêncio:
    http://www.youtube.com/watch?v=2IjIA_BihRI

    ResponderExcluir
  5. Ler teu poema, é o mesmo que escutar Era - Sekret. Tem coisa de magia, liberdade e pessoas em torno de uma mesma coisa. Talvez, com teus versos tu construa, um caminho e outras coisas.

    ResponderExcluir