quarta-feira, 4 de maio de 2011

9 linhas

As perguntas são,
as mesmas,
as respostas,inevitavelmente,
também serão as mesmas.

O tédio, a solidão,
a angústia e o medo ficam os...

Me preocupo, demais, por nada.

Não;não vou insistir,
apenas me recuso a continuar(-me) esses versos.

4 comentários:

  1. o nada não existe.
    a negação da existência sim.
    mas isso já seria materializar...
    curta o próprio desespero sem julgar-se.
    já tem gente demais pra isso.

    ResponderExcluir
  2. Fazia tempo que não passava aqui, continuas escrevendo maravilhosamente bem. Vou anexar seu blog aos meus favoritos.Beijo.

    ResponderExcluir
  3. "Me preocupo, demais, por nada."


    Entendo perfeitamente.

    ResponderExcluir
  4. Teu blog é muito bom, muito bom MESMO *.*
    adorei!!!!

    ResponderExcluir