terça-feira, 31 de maio de 2011

As linhas estão ficando, 
cada vez mais escassas em mim,

Deveria; simplesmente; 
me preocupar menos,e sair mais,
arranjar um emprego, 
deixar de ser tão inútil,
comprar um par de meias novas...Ou fazer qualquer outra coisa idiota assim.

Não; eu não vou me tornar menos vazia que isso...
Os dias vão passar, e ainda estarei aqui.

Isso é apenas muito banal... 

Pessoas: Todas elas; são simplesmente; muito mais interessantes vistas de longe.

...E claro, isso me inclui também.

Urfh,um pouco de café cairia bem agora... Me faria calar a boca.

5 comentários:

  1. âs vezes é preciso calar, quando tudo demora sorrir...
    teus poemas são sempre fortes e bem calçados.

    ResponderExcluir
  2. Eu me liguei nesse texto.

    Faz tempo.

    Só agora fui comentar.

    Sou ligado em muitas coisas.

    Detesto os papéis utilizados errôneamente.

    Ainda bem que minha escrita atual é mais eletrônica...

    ... humana sempre foi...

    Bj!

    F.

    ResponderExcluir
  3. Putz, que texto simples e intenso! Adoro seus textos, já escrevi isso? rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Ando me perdendo nas linhas,
    ou elas andam se perdendo de mim, como que se despedindo.
    O bom é que quando vejo textos assim, me "vejo" neles do começo ao fim :>

    ResponderExcluir