sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Eu sei, é uma droga...

Eu tenho problemas.
Bom; até aqui, sem novidades.

Isso é extremamente natural...

Mesmo que isso te deixe frustrado ou insatisfeito, é parte da condição humana tê-los,
e, de algum modo, é até muito bom que seja assim...

Mas então, por que isso não me parece tão interessante?

Deveria ser fácil responder, mas não é. Nunca é fácil.

Algumas pessoas fazem perguntas e buscam respostas, 
enquanto outras não fazem, e não buscam muita coisa...

Durante o jantar, no trabalho, em consultórios médicos e, até mesmo, em poesias... É igual.

Rindo ou chorando; são apenas pessoas, (con)vivendo com seus, pequenos-grandes, dilemas.

E eu sei, é uma droga...
Todas elas estão apenas se preocupando demais.

E na verdade, isso nem importa.
É apenas parte, de toda essa, humanidade em nós...

É, eu tenho problemas. E até aqui, sem novidades maiores.

4 comentários:

  1. Eu também tenho bastantes problemas.

    ResponderExcluir
  2. Um poema bem coeso e pé no chão.
    Como disse lá, gostei da ideia!

    ResponderExcluir
  3. Escrever é uma boa droga, eu sei...

    ResponderExcluir
  4. Eu exijo mais do que a vida pode oferecer, e me meto em cada doideira... Já passei e passo por tanta desgraça que pouca bosta nem me atinge mais. Hoje eu caio na porrada até com o diabo.

    Dilema é parar de fumar. :p

    "Não pergunte verdades
    porque as respostas mentem."
    (Landemberguer)

    ResponderExcluir