sábado, 28 de abril de 2012

espero encher-me o copo de alma,
alma é coisa espessa,
que quando derrama não se pode secar...

espero encher-me o copo do oco de mim,

oco que ,
enche e esvazia,
preenche a folha,
peito 
e nada... nada mais que se possa dizer com tamanha indiferença...

espero encher-me o copo,
dele mesmo,
e por ele,
existir e ir...

espero encher-me o copo de alma,
esvaziar,
existir e ir...

alma é cosia espessa,
que me enche e esvazia...

espero quebrar-me o copo... e a alma?

3 comentários:

  1. Guarde em uma caixa, embaixo da cama. Quebre o copo e guarde o que importa sabe? Em qualquer lugar que esteja segura. Um dica: entre as páginas de um bom livro. Vai que o livro a preencha, pelo menos de historias...

    ResponderExcluir
  2. Joga essa Alma fora: toma esse Espirito ! ;)

    ResponderExcluir